15º Jantar Dançante Da Solidariedade

         Na noite de sábado (13/07) no clube do Professor Gaúcho, foi realizado o15º Jantar Dançante da Solidariedade que é organizado e preparado por um grupo de casais voluntários do Abrigo João Paulo II. E desde 2012 tem como objetivo o de auxiliar na construção da casa-lar.

          O diretor do Abrigo João Paulo II, padre Cláudio Bianchet, deu boas-vindas a todos os presentes e fez um momento de reflexão sobre a importância do evento, da solidariedade e do voluntariado para a instituição. Convidou a todos a faz uma oração para agradecer a Deus o dom da vida e o alimento que foi preparado com tanto carinho pelo grupo de voluntários.

          Após o jantar, foi preparado um momento especial para homenagear os voluntários, sendo  transmitido um vídeo contendo fotos  e a retrospectiva destes 15 anos de eventos que é tão especialmente organizado pelo grupo. Após, Carolina Bueno, ex-acolhida na instituição, fez uma homenagem recordando os objetivos dos jantares anteriores e o quanto eles auxiliaram a instituição e os inúmeros acolhidos que já passaram durante esses 15 anos.

         Os acolhidos da casa-lar Pérolas do Amanhecer, cantaram a música "Trem Bala" e os acolhidos da casa-lar Farol da Esperança realizaram a entrega de um mimo para cada voluntário.

          Os patrocinadores, empresas e pessoas que apostam anualmente no trabalho as instituição e na realização do Jantar, foram homenageados com a entrega de certificados de agradecimento por todo o apoio durante todos esses anos. Mais um momento de união, de alegria, de acolhimento, de participação da grande família do Abrigo João Paulo II.

           Para comemorar os 15 anos desta festa solidária, o baile foi abrilhantado pela Banda Uptown, que deu  início com a valsa dançada pelos casais voluntários, patrocinadores e demais participantes do evento.

           O Abrigo João Paulo II agradece o apoio, dedicação e amizade dos voluntários, patrocinadores e demais pessoas que prestigiam todos os anos o Jantar da Solidariedade possibilitando que os objetivos sejam realizados e que a instituição tenha boas condições para realizar o acolhimento de forma qualificada e organizada.