Cisne Branco promove reunião administrativa com os colaboradores

       No dia 05 de setembro, o conselho operacional do Abrigo João Paulo II esteve reunido com a coordenação, equipe técnica e colaboradores do acolhimento Cisne Branco, em Viamão. O propósito do encontro foi de motivar e alinhar o trabalho desenvolvido pela equipe.

     Pe. Cláudio Bianchet, diretor do Abrigo João Paulo II, fez a leitura de um trecho do livro Retornamos ao Evangelho: "Tudo é dom de Deus, tudo nos fala Dele, tudo fala da bondade e do amor de Deus." E fez a reflexão de que "No jardim existem várias flores e todas diferentes fazem o jardim. E no Cisne existem muitas pessoas que são diferentes e que estão juntas para promover o acolhimento das crianças e adolescentes para o afeto, cuidado e para a garantia de direitos."

     A coordenadora do Cisne, Maria Aparecida de Jesus agradeceu a presença de todos os educadores e iniciou a reunião retomando alguns assuntos como a Circular Interna, os procedimentos burocráticos necessários para o recebimento dos acolhidos e demais assuntos do cotidiano do acolhimento. Enfatizou que "É fundamental que cada colaborador mantenha a organização e o cumprimento da metodologia de trabalho que foi construída de forma coletiva com os educadores e acolhidos, para que possamos continuar realizando o bonito trabalho que estamos fazendo."

     O Acolhimento Cisne Branco, é um abrigo residencial que tem capacidade de acolher até 20 crianças e adolescentes, conforme lei. Este espaço de acolhimento é de caráter emergencial do município de Viamão, possui um berçário que recebe os recém-nascidos do hospital do município e todos os acolhidos que necessitam do primeiro acolhimento, que são encaminhados pelo conselho tutelar e juizado. De acordo com o caso e o tempo estimado de acolhimento os acolhidos são encaminhados para a modalidade casa-lar do mesmo município.

     O Abrigo João Paulo II busca a constante capacitação e adequação legal para que os acolhidos sejam protegidos e acolhidos com muito afeto e dedicação de todos os colaboradores minimizando os traumas e fortalecendo o desenvolvimento das crianças e adolescentes pelo tempo em que estão no acolhimento.