Encontro de Formação Continuada - Vínculos com o trabalho

       Nos dias 9 e 10 de julho, os colaboradores do Abrigo João Paulo II tiveram a oportunidade de refletir sobre o tema "Vínculos do Indivíduo com o Trabalho: Comprometimento Afetivo Organizacional", o encontro ocorreu na sede administrativa, em Porto Alegre.

      O psicólogo Dr. Ricardo Vivian da Cunha, Doutor em Psicologia ? UCES/AR. Pós-graduado em Saúde da Família pelo IEP/Hospital Moinhos de Vento(2010). Especialista/Terapeuta de Casal e Família com formação no Centro de Estudo da Família e do Indivíduo CEFI/POA(2011). Atualmente é Psicólogo da Sociedade Sulina Divina Providência e membro do Núcleo de Estudos e Atendimento ao Luto - CORA/CEFI, promoveu momentos de conhecimento e reflexão sobre o tema que é tão importante na vida das pessoas, em especial, aos que trabalham diretamente com o acolhimento institucional.

     Dr. Ricardo, comentou sobre o filme Divertida Mente e mostrou um quadro com a união dos sentimentos e o resultado desta junção, pois o filme aborda 5 sentimentos ( alegria, tristeza, nojinho, medo e raiva), e "o quanto esses sentimentos afetam diariamente cada um de nós", comentou. Também aprofundou a reflexão sobre a "teoria do apego em adultos: Apego Seguro, Apego Evitante,Apego Ambivalente e o Apego Desorganizado", explicando cada uma das teorias e fazendo referência aos sentimentos e promovendo a reflexão individual para que cada colaborador pudesse verificar seu perfil.

      Sobre o aspecto de "Vinculo com o trabalho", Dr. Ricardo lançou dois questionamentos para reflexão "A satisfação e o envolvimento com o trabalho influenciam nos níveis de produtividade e desempenho, bem como a taxa de absenteísmo e rotatividade no trabalho?" "O que nos torna satisfeitos e envolvidos com o trabalho?", os presentes deram suas opiniões e realizaram questionamentos. Ricardo enfatizou que "A satisfação no trabalho tem forte correlato de variáveis integrantes do bem-estar, tais como satisfação geral com a vida, estado de ânimo, otimismo e auto-estima."

         Ao final Dr.Ricardo aprofundou a importância do "Melhor conhecimento sobre si próprio, sobre o reconhecimento de defesas, quanto a aceitação de críticas e frustações" e enfatizou a importância da "A arte de perceber o outro, em especial os acolhidos, de respeitar o momento de cada um e ter um olhar para as necessidades".

          O Abrigo João Paulo II agradece a presença e o apoio de Dr. Ricardo, que escolheu a instituição para análise em sua tese de doutorado, sempre que possível disponibiliza seu tempo para promover espaços de conhecimento e reflexão.