Audiência Pública sobre lei de aprendizagem

        No dia 03 de agosto, o Abrigo João Paulo II esteve representado por Camila Monteiro, vice-diretora e coordenadora técnica, na audiência coletiva que foi promovida com o apoio do Ministério Público do Estado do Rio Grande do Sul (MP-RS); Procuradoria Regional do Trabalho da 4ª Região (MPT-RS); Ministério do Trabalho (MT);Defensoria Pública;  Assembleia Legislativa; Secretaria do Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos; Secretaria do Desenvolvimento Social de Porto Alegre e Ordem dos Advogados do Brasil no Rio Grande do Sul (OAB/RS), no auditório do TRT4, em Porto Alegre.

         A audiência teve como objetivo mobilizar os empresários sobre a Lei do Aprendiz. Na ocasião, foram convidadas as instituições de Acolhimento e convocadas 350 empresas sujeitas à legislação, com o propósito de esclarecer os empregadores sobre o dever legal e social da contratação de aprendizes. O evento destacou a importância de se priorizar a aprendizagem para jovens em situação de vulnerabilidade. 

        Segundo Camila, "este evento foi de extrema importância para sensibilizar os empresários e motivá-los a cumprirem a legislação oportunizando vagas de aprendizagem, preparando os adolescentes para o futuro desligamento do acolhimento, pois precisam estar capacitados profissionalmente e inseridos no mercado de trabalho sendo esta uma das maiores preocupações tanto da instituição quanto dos adolescentes."

      O Abrigo João Paulo II agradece a organização do evento por mobilizar e incentivar a participação das instituições neste espaço de debate e articulação dos poderes públicos visando melhores condições de capacitação dos jovens com vulnerabilidade social. 

         Veja reportagem na íntegra - Aqui